“Imagine que sua vida está começando agora e você tem apenas 70 anos para viver. E que desses 70 você passará 23 dormindo, 9 trabalhando, 7 comendo, 5 assistindo tv, 500 dias em filas, etc,…. e no final das contas só restará apenas 24 anos para fazer todo resto: Aprender a falar, a andar, realizar sonhos, viver amores, baladas, conhecer lugarer, passar pela infância, adolescencia, amadurecer, xiiii… tanta coisae e apenas 24 anos. E o pior, isso é real. Os números fazem parte de pesquisa cientifica. E sabe o que é pior nisso tudo? É que ta tudo aí na nossa cara: a pressa de viver, o medo que nos aprisiona no castelo da medíocridade, nossos sonhos, coisas do passado que insistimos em carregar (disperdício de energia), só precisamos pegar, correr, fazer acontecer. Se 70 anos já era pouco, e agora que sabemos que é muito menos? Mesmo assim poucos vão mudar algo. Para esses, os que não mudam, a velhice chega e com ela o gostinho amargo e crônico da frustração. Não que a vida acabe na velhice, mas para cada tempo há desafios particulares, por isso – palavra de amigo -, não queime etapas, não perca mais um dia assistindo a vida passar, depois esse dia fará uma falta danada!”

Anúncios